Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA MORTE DE OPERADOR DE BRINQUEDOS NA EAPIC - 92FM São João

Fale conosco via Whatsapp: +55 19 99823 3516

No comando: NO BREAK

Das 00:00 às 02:00

No comando: NO BREAK

Das 01:00 às 03:00

No comando: NO BREAK

Das 01:00 às 03:00

No comando: RODEIO 92

Das 05:00 às 07:00

No comando: RODEIO 92

Das 05:00 às 09:00

No comando: JORNAL DA 92

Das 07:15 às 08:00

No comando: A HORA DO PEÃO

Das 11:00 às 13:00

No comando: FDS DEIXA ROLAR

Das 13:00 às 14:00

No comando: ARQUIVO 92

Das 13:00 às 14:00

No comando: TOP 20 USA

Das 13:00 às 15:00

No comando: NO BREAK

Das 14:00 às 16:00

No comando: TOP TUNES

Das 17:00 às 18:00

No comando: MILK SHAKE

Das 18:00 às 19:00

No comando: #FICA A DICA

Das 18:00 às 19:00

No comando: A HORA DO MUÇÃO

Das 18:00 às 19:00

No comando: TIME MACHINE

Das 19:00 às 20:00

No comando: ARQUIVO 92

Das 19:00 às 20:00

No comando: BANANA SHOW

Das 20:00 às 21:00

No comando: NO BREAK

Das 21:00 às 23:00

No comando: 92 A 2

Das 22:00 às 00:00

No comando: UPGRADE

Das 23:00 às 01:00

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA MORTE DE OPERADOR DE BRINQUEDOS NA EAPIC

A Polícia Civil investiga a morte de Maicon Novaes Brasilio, de 30 anos, que faleceu na madrugada do último domingo (09) após ser atingido pelo brinquedo ‘Free Style Surf’, onde trabalhava como operador na Eapic.

Foi solicitado o exame pericial, necroscópico e toxicológico. O laudo deve sair em 30 dias.

Imagem: Reprodução/Facebook

 

 

Imagem: Fala São João

 

 

 

 

 

 

 

Segundo o delegado Eduardo Denadai, a vítima, que deveria estar dentro da cabine de operação, saiu no momento em que o brinquedo estava funcionando. A investigação busca entender o que teria causado a saída do homem.

A hipótese levantada pelo empresário Waltier Diogo Simão, responsável pelo parque, é de que Maicon teria sofrido um mal súbito, mas a polícia não descarta outras possibilidades, como por exemplo uma emergência particular ou alguma necessidade fisiológica. Maicon Novaes Brasilio foi enterrado ontem (10) na cidade de Jacupiranga.

 

MULHER QUE FRATUROU O BRAÇO

Conforme noticiamos, uma mulher de 55 anos se feriu no parque de diversões da 48ª Eapic, também no último fim de semana. A autônoma Gislene Sartor caiu do brinquedo ‘Samba’. Ela conseguiu se agarrar na borda da instalação, mas acabou quebrando o braço.

No boletim de ocorrência registrado, ela disse aos policiais que antes que ela pudesse se posicionar corretamente, o brinquedo já começou a funcionar, fazendo com que ela quase saísse do banco.

Gislene ainda disse que conseguiu se segurar apenas com um dos braços. Ela relatou que começou a gritar para que o brinquedo parasse e que demoraram muito para desligá-lo.

Ela ainda contou que procurou atendimento no ambulatório da Eapic, mas não havia ambulância disponível. Assim, a mulher foi levada pelo filho até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São João da Boa Vista, onde foi constatada a fratura.

No entanto, a mulher foi informada que não havia ortopedista para atendê-la. Diante disso, foi agendada uma consulta para a vítima ontem (10).

 

PREFEITURA E SÂMOR SE PRONUNCIAM

A prefeitura de São João da Boa Vista e a Sâmor Produções, empresa responsável pela 48ª Eapic, afirmaram que não houve negligência no acidente que matou um funcionário do parque de diversões. Uma perícia foi realizada no local e constatou que não houve falha do brinquedo envolvido.

Quanto à mulher que fraturou o braço no brinquedo ‘Samba’, a Prefeitura de São João da Boa Vista informou que foi prestado todo o atendimento necessário no recinto de exposições.

Sobre a alegação de que não havia ortopedista na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender a mulher, a Prefeitura disse que Departamento de Saúde de São João solicitou a abertura de uma investigação interna.

Confira a nota na íntegra:

– A Sâmor Produções, vencedora do processo licitatório para a execução da 48ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de São João da Boa Vista, esclarece que o incidente que vitimou um dos funcionários do parque de diversões, na madrugada de domingo (9), não está relacionado a nenhuma falha ou negligência. Uma perícia foi realizada no local e constatou que não houve falha do brinquedo envolvido. Além disso, todas as normas de segurança e manutenção foram devidamente seguidas e estão em conformidade com as regulamentações vigentes.

– Imediatamente após o ocorrido, foram tomadas todas as medidas de primeiros socorros para garantir a pronta assistência ao funcionário. Ele foi encaminhado ao hospital mais próximo, porém, lamentavelmente, não resistiu aos ferimentos e veio a falecer. A princípio, acredita-se que ele tenha sofrido um mal súbito.

– O representante do parque prestou toda a assistência necessária à família, incluindo o suporte para o funeral e o translado do corpo.

– Vale destacar que o parque de diversões é operado por uma empresa terceirizada e encontra-se devidamente licenciado e com o alvará em dia. São realizados todos os procedimentos e medidas de segurança necessários para garantir a integridade dos frequentadores e funcionários. A equipe técnica realiza inspeções regulares e, cuidadosamente, verifica cada detalhe para assegurar o pleno funcionamento dos equipamentos.

– Neste momento, a Prefeitura de São João da Boa Vista e a Sâmor prestam as mais sinceras condolências à família enlutada, e se colocam à disposição para prestar qualquer assistência necessária e oferecer todo o suporte possível.

– A respeito da senhora de 55 anos que se acidentou no brinquedo “Samba” do parque de diversões, a Prefeitura de São João da Boa Vista informa que foi prestado todo o atendimento necessário no Recinto de Exposições. Em relação às queixas dela sobre a UPA, o Departamento de Saúde esclarece que a unidade atende casos de urgência e emergência nas especialidades clínicas e pediatria. Paralelo a isso, a administração municipal mantém um contrato com a Santa Casa Dona Carolina Malheiros para atendimento ortopédico, conforme necessidade identificada pelos médicos. Ao tomar conhecimento desse caso e das alegações feitas pela paciente, o Departamento de Saúde solicitou a abertura uma investigação interna da conduta do atendimento da UPA e também como foi feito e conduzido o caso com a Santa Casa. Além disso, o Departamento de Saúde se coloca à disposição da paciente para eventuais esclarecimentos adicionais.

 

Reportagem publicada em: 11/07/2023

Deixe seu comentário:

Curta e Siga a 92FM

Podcasts

BAIXE NOSSO APP

TÁ ROLANDO